segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Continuação dos trabalhos

Olá a todos.



Este fim de semana, estive de volta de remodelação de Schanielburg. Apesar do novo enquadramento dado aos modelos nos dois módulos, comecei a achar que estava plano de mais e com modelos a mais. Como a "roda já tinha sido inventada" para estes dois módulos, vai de agarrar na espátula, no spray com água quente e sabão e em um pano. Limpei toda a decoração que já tinha colocado, e decidi começar de novo.



Comecei por dar formas ao terreno, utilizando o esquisso que o Carlos Filipe me desenhou à uns tempos (2005 para ser exacto). Para isso, utilizei a técnica que vi no site Shifting Sands: com K-Line e cartão, cortados e colocados a cutelo, fiz a estrutura.



Foi uma operação feita com bastante rapidez, pois a cola quente assim o permite. Depois toda a estrutura foi enchida com jornais velhos, que acabarão por dar a irregularidade ao terreno.


No fim de tudo, dei uso à ligadura de gesso da NOCH que ainda tinha por aqui, tendo sido o resultado final este:





Usei ainda, para fazer os muros de retenção, no Módulo 1 uma placa da NOCH de muro para Escala N, e no Módulo 2 uma folha autocolante de texturas 3D da NOCH.


Como poderão reparar, o cais també entrou em obras de remodelação, pois o facto da estação estar ao centro do cais e não ao centro do módulo, na minha opinião, estava a estragar o enquadramento.


Alguns dos modelos que estão presentes nestas e noutas fotos não serão incluídos, pois já seriam modelos em demasia.


Bem, e a vida segue bucólica, em Schanielburg...

2 comentários:

Ricardo Moreira disse...

O módulo 2 foi cortado (por cima dos Ferraris da Tamyia) ou já tinha aquela depressão? E se foi mesmo cortado, qual foi a técnica (estou com vontade de um dia fazer uma dessas num dos meus módulos)?

luis_lopes disse...

Viva, Ricardo.

O módulo foi mesmo cortado com o serrote! Não houve outra hipotese.

Depois de tudo bem limado, utilizei a técnica já bem antiga, mas muito divulgada graças ao Joe Fugate, as tiras de cartão canelado amarrotado. Simples, barato e eficaz!

Abraços!