quinta-feira, 25 de abril de 2013

Aproveitar o tempo de descanso

Para fazer algumas coisas.

Olá a todos. 

Estes últimos dias tenho aproveitado para dar um bom avanço na maqueta para a Expo de Oeiras, pois estamos a um mês e meio do evento.


Uma das primeiras coisas que decidi avançar foi com a parte de "trás" se assim se pode chamar, da maqueta.  Colei a boca de tunel que é da BUSCH no sitio, os muros de retenção que são da GreenMax. Pintei-os com o aerógrafo, com um preto para fazer um "preshading" nos cantos, e depois um cinza neutro para o preenchimento. Outra coisa que fiz foi preparar o terreno para receber as rochas junto à água.

Esta primeira fotografia mostra os muros com o "preshading" e o terreno a ser preparado.

Aqui, os muros e a boca de tunel já estão pintados. Depois do aerógrafo, dei um wash de cinza basalto e um drybrush com um cinza pedra.

Um visão geral das rochas colocadas no sitio. Foram criadas com os moldes de borracha da Woodlans Scenics e o Hydrocal da mesma marca. Dei uma core base para a água, mas vou ter que a mudar. Estudos fotográficos mostram que as águas no Japão são de um azul turquesa. Isto acontece talvez por uma reflexão da cor do céu na água, misturada com a humidade e as temperaturas tropicasiq eu se fazem sentir no país.

A pintura das rocha foi feita com guaches normalíssimos. A pintura foi feita utilizando a técnica do leopardo. Esta técnica consiste em: 

Pintar pontos nas rochas com o amarelo diluído...

Depois com o Burnt Umber também diluído...

E por fim passar o preto ainda mais diluído em todas as rochas. Aqui podemos passar as vezes que forem necessárias até chegarmos à cor pretendida e também para podermos fazero "blend" das cores. Esta foto mostra um estado intermédio da pintura. Outra coisa que devemos fazer é utilizar um pretdo diluído mas mais concentrado e passar nas partes inferiores das rochas. Esta sobra erá simular o efeito  das algas  e humidades.

Depois deste trabalho, comecei por dar uma primeira base de trabalho ao terreno, usando este produto da BUSCH.

Ao fim de estar colado e seco ficou assim. Notem que as rochas já estão muito perto do que pretendo.

No outro lado da maqueta, também já fiz qualquer coisa. Para dar ainda mais a sensação de "Japão", que tal acrescentar uns arrozais?  Depois de alguma investigação feita, com a ajuda preciosa do Carlos Filipe, eis o resultado.
Comcei por cortar o espaço que irá ser ocupado pelos arrozais.

Grande cratera. 

Preenchi o espaço usando K-Line. Estou fã deste material para maquetas.

Mais uns arrozais do outro lado da via. Muito irão perguntar, então mas não deveriam estar abaixo da cota a que a linha está. Por cá é assim, mas no Japão não....

Um primeiro tratamento com tinta de água.

E aqui umas cartolinas cortadas para alisar o fundo.  Agora terei de usar massas para rematar e dar as formas que pretendo. 

E por agora é tudo. Ainda fiz mais algumas coisas, mas não tenho fotos.

Abraços a todos e bom feriado.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Mais um avancinho

Olá a todos.

Todos os dias tenho feito qualquer coisinha.

Ontem à noite coloquei as ligaduras de gesso e hoje dei uma pintura às laterais e ao "monte"






Este é o estado actual da coisa.

Abraços a todos.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Continuação dos trabalhos

Olá a todos.

Ontem estive de volta da "maquetinha" para a exposição. As coisas correram como eu queria.

Este era o aspecto da dita ao principio da sessão de trabalho.

Infelizmente não tenho fotos do processo, mas usei estas duas cores para pintar o carril e uma parte do túnel, com o aerógrafo.

Esta técnica para construir a morfologia do terreno é muito simples. Cortam-se umas tiras de cartão, dobram-se e voltam-se a esticar bem. Depois, usando a cola quente, colam-se no sitio e umas às outras. 

Ao fim da sessão, depois de colocada fita de máscara de pintor. Com esta técnica, consegue-se dar a ideia de como vai ficar o terreno rapidamente. Logo à noite é hora de sujar as mãos, pois vou começar a colocar a ligadura de gesso.


Abraços a todos.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Desafio - continuação

Olá a todos.

Duas fotos tiradas hoje de manhã com o telemóvel, para mostrar os avanços deste fim de semana.

Via toda assente e primeira base para a montanha. 



Peço desculpa pela qualidade das fotos, mas mais logo coloco melhores.

Abraços a todos.

terça-feira, 2 de abril de 2013

Exposição - Desafio lançado!

Olá a todos.

Como já foi difundido em diversos canais, a 15 e a 16 de Junho irá ser realizada uma exposição de modelismo ferroviário em Oeiras.

Nesta exposição vou participar pela primeira vez, e vai ser nessa primeira vez que os meus trabalhos serão colocados à prova dos visitantes.

Vai daí que lancei um desafio a um camarada destas andanças:

Que tal participar na exposição, cada um com sua maqueta, seguindo apenas algumas regras comuns aos dois? E não é que o desafio foi aceite?

As regras são simples:

Dimensão não pode exceder os 90 x 60 cms (vá, Ok... se calhar até podemos no comprimento...)
A Escala será a N
O tema é livre
A base será em roofmate, para leveza do conjunto
O sistema será analógico
Poderão existir elevações e depressões

Ainda estamos a definir mais algumas coisas, mas como a exposição será realizada em pouco mais de dois meses, há que colocar as mãos ao trabalho.

A minha já foi começada, e irei colocar aqui algumas fotos do que o outro camarada vai realizar.

Ficam então aqui as primeiras fotos deste WiP (Work in Progress)

A base será esta. É o reaproveitamento do roofmate que estava na maqueta principal cá de casa.

A estação e uma primeira aproximação daquilo que será o plano de vias. 90 x 60 cm não é grande, logo tenho que conseguir colocar algumas coisa para dar a ideia do que pretendo reproduzir. O ambiente, claro está, é japonês. A via é KATO Unitrack. Apesar de ser código 80, só tenho a dizer bem desta via.

Alguns dos modelos que irei utilizar. Como a informação que existe sobre este ambiente está toda em japonês, terei que me basear em fotografias, e em layouts de outros modelistas. Os kits são da Greenmax.


Alguns do modelos já montados, mas sem os detalhes. Nestes kits não há muito para montar, mas há muito para pintar. Como é visível, os kits vêm em cinza, com muitos dos detalhes (algerozes e tubos de queda por exemplo), o que vai dar luta a pintar. Não faz mal... "Só" tenho pouco mais de dois meses...

Ao fim da sessão de trabalho de hoje. Tentei dar algum avanço aos kits para agora poder jogar com a posição deles. São modelos pequenos, mas creio que depois de pintados, vão ficar muito engraçados.

A ver vamos o que vai sair daqui...

Abraço a todos.