segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013

Amigos, para vos desejar um feliz 2013 deixou-vos uma foto do avanço da maqueta.

Abraços.


quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Video... mais um!

Salta um videozeco do circuito já fechado.

Faltam ainda algumas horas de trabalho para dar o assentamento de via por concluído. 


Abraços e Boas Festas.

domingo, 16 de dezembro de 2012

Há coisas que nunca mudam... Ou talvez mudem...

Há coisas que nunca mudam...

Estava insatisfeito com o andamento das coisas cá por casa, na maqueta. O plano de vias parecia ser aquilo que procurava, mas o que no papel e na nossa cabeça parece que funciona, depois de criado e alguma via assente, a coisa não funciona assim tão bem. A minha insatisfação com o que construo nunca muda...

Outra coisa que nunca muda é o facto de eu querer acelerar o processo de construção, não tomando o tempo necessário entre as diversas fases, o que leva a que tudo seja feito em cima do joelho... há coisas que nunca mudam...

Durante uma das minhas "passeatas" online, descobri uns planos de vias simples, mas que me pareceram muito interessantes, e dentro daquilo que eu pretendia. Um deles foi o Gorre & Daphetid do mestre John Allen. Ainda pensei na construção de algo semelhante, mas foi pelo cano.... Demasiado para o que eu pretendo, apesar de ser um dos planos mais bem sucedidos da história do modelismo ferroviário. 

Foi altura de eu decidir o que quero: circuito fechado para ter a "companhia" de um comboio em movimento permanente, enquanto estiver no quarto a trabalhar em algum projecto, algum interesse operativo, e um cenário feito com facilidade... nada de projectos complicados demais... OK... vamos a isso.

Com a ajuda de um software de planeamento (SCARM, que é muito bom, simples de trabalhar e gratuito), e com a ajuda de alguns blogs na net, decidi criar este plano... ate agora parece-me bem. Há coisas que afinal mudam... Estou satisfeito!



Este software permite a visualização do projecto em 3D. Nada mau para um software gratuito...




Hora de meter mão à obra. Primeiro passo, foi levantar a via já assente. Nada "difícil". Apenas tive que tirar a solda que os carris já tinham... E descolar a cortiça. Depois foi descolar uma das camadas de roofmate, o que foi fácil...

Reuni o material:
Duas rampas de 4% da Woodland Scenics (sim tive que exagerar na inclinação, mas os 140 x 70 cms não me deixaram ter os 3%) que grande parte irá ficar escondida, leito de via em espuma em vez de cortiça via flexível em codigo 55 da PECO, e as esclisas. O ferro de soldar esta lá a trás a espreitar...



Uma das coisas que o SCARM possibilita é a impressão do do plano em 1:1... Foi o que fiz.

Uma visão das rampas da Woodland Scenics. Só tenho a dizer maravilhas deste produto. É excelente, é o minimo que posso dizer. Flexível como mostra a foto (o raio de curva é 250mm) e dá logo uma excelente base para fazer as rampas de forma a que fiquem certas, com a inclinação correcta. Nota 20!!!


O trabalho a decorrer. O comboio terá que subir 6cm. Esta cota derivou da grossura de dois pedaços de roofmate colados um ao outro. Esta altura dar-me-à altura suficiente para cruzamento de vias, com as pontes incluídas. Aqui, no lado mais longe motro a estrutura que fiz com o roofmate, de forma a assentar a via. O leito em espuma começa também a ser assente. Nota 20 também para este produto: Com os testes que fiz, o rolamento dos comboios será ainda mais silencioso que com a cortiça.


Já posso começar a assentar a via. Tudo foi colado à base de cola-quente (para o roofmate e esferovite das rampas) e cola de madeira (para o leito de via). Entretanto percebi que deveria ter colocado uma camada de ligadura engessada entre o leito de via e a base, para dar consistência à coisa... não o fiz. (nota mental: seguir as instruções dos produtos). Vamos esperar que tudo corra bem.


Vamos ver como correm as coisas...

Abraços a todos.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Trabalhos efectuados para um amigo.

Olá a todos.

Estes foram trabalhos efectuados para um amigo, em modelos H0.

Qual é a vossa opinião:

Kits Faller: 
O modelo foi primado com preto, e de seguida dei umas luzes com o branco pergaminho da Vallejo. De seguida, o modelo foi pintado utilizado a técnica do pincel seco com vários tons de castanho, cinzento, metalizados e pretos. O acabamento foi efectuado com washes e pigmentos da Vallejo.



Locotractor ROCO H0e:

O modelo foi primado com um castanho óxido da REVELL (Enamel). Depois de seco utilizei a técnica do sal, o que vai produzir máscaras muito aleatórias. De seguida o modelo foi pintado com o amarelo-limão da Tamiya, não utilando um jacto continuo, mas fazendo vários dispáros de tinta rápidos, com o aerógrafo. Os acabamentos form efectuados com tintas de óleo diluidas em águarraz, pigmentos da vallejo, secos e diluídos em alcool isopropilico. 


O que acham?

Abraços.

domingo, 18 de novembro de 2012

Gorre & Daphetid - John Allen

Olá a todos.

Hoje venho-vos dar a conhecer uma maqueta muito famosa nos EUA, senão a mais famosa de todos os tempos: John Allen's Gorre & Daphetid Railroad.

O plano de vias deste layout.
Quem foi John Allen?
Nascido em 1913, John Allen foi um artista e fotografo profissional, cujas fotografias que ele apresentou em várias revistas sobre modelismo ferroviário até ao inicio de 1970 mostraram o hobbie como um desafio interessante e atractivo, um pouco diferente daquilo que se fazia até então.

John Allen, fotografo profissional descobriu o modelismo ferroviário numa loja em Oakland. Desde aí até 1946, John dedicou-se à construção de modelos em HO no apartamento onde vivia. Nesta data, mudou-se para uma casa com mais algum espaço e dedicou-se à construção do layout que se vê o plano de via em cima: O primeiro Gorre & Daphetid.

Em 1952, consegui mudar-se para uma casa ainda maior, onde escavou uma cave para alojar um layout ainda maior e melhor: o segundo Gorre & Daphetid, onde o primeiro estava incluído.

John era um modelista simples, que gostava dos desafios que o hobby apresenta e da satisfação que nos traz.

Infelizmente, em 1973 John faleceu, vitima de um ataque cardíaco. Por coincidência ou não, duas semanas mais tarde todo o layout desapareces, num incêndio que consumiu a sua casa e o dito layout.

A minha razão para criar este artigo e mostrar aos meus seguidores e leitores é o que o John Allen tentou transmitir: não precisamos do último comando, do modelo com mais funções, ou do layout maior das redondezas, desde que aquilo que estamos a fazer nos dê prazer, mesmo que leve 40 anos a ser construído. Não precisamos que 40 ou 50 agulhas para dizermos que temos um bom layout...Gorre & Daphetid tem 5 agulhas e oferece imenso potencial de operação.

Mais deixemo-nos de tretas e vamos às fotos:







Estas fotos são da construção do layout. O John Allen assentava o carril à mão, e por uma facilidade de colocação do balastro, ele colava esta textura depois de assentar as solipas, mas antes de assentar o carril.

A estação de Gorre. John baseou-se numa estação real para reproduzir o ambiente.
John construiu o layout com a placa giratória fora do circuito e não dentro. Ainda não consegui encontrar a  razão...

O primeiro painel de controlo.

O primeiro já a fazer parte do segundo...
Mais tarde vou mostrar mais algumas coisas sobre este layout.

As fotos foram retiradas do site gdlines.com e são reproduções dos originais cedidas por Keith Beard.

Abraços a todos.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Bancada por medida

Olá a todos.

Uma das maiores dificuldades que a malta dos comboios tem é trabalhar na madeira, para fazer uma estrutura para a maqueta robusta e convincente.

O meu pai, reformado, tem muito tempo livre, e como tal, houve um modelista que nos pediu uma estrutura.

Seguem as fotos:







Caso precisem, fazemos orçamento.

Abraços.

domingo, 11 de novembro de 2012

Nova entrada

Olá a todos.

Nova entrada na colecção, desta fita, mais um modelo Suíço: uma Re460, nas cores originais, mas da Fleischmann (sim, é um molde novo).

Até agora nada a apontar, parece-me um excelente modelo.

Fica a foto:

Abraços a todos.

sábado, 3 de novembro de 2012

Nova aquisição

Olá a todos.

Como sempre foi, um dos cenários que sempre adorei foi o Suíço. Com a abundância de material que existe na Escala N, é fácil reproduzirmos um cenário até bastante credível.

Apesar de estar a apostar nos Japoneses (acabei de encomendar um kit da Greenmax -  Keihin Electric Express Railway Type 1000 4 Car Formation Set), quando tenho hipótese de ficar com uma peça Suíça, nem sequer hesito.

Foi assim que me veio parar às mãos este excelente modelo, uma Re460 da Minitrix. 

É um modelo que sempre gostei, e desta feita, com as cores da PEPSI até fica bastante bonito.

Abraços a todos.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

KATO ED75-700 + TAKI 1000 ENEOS

Um video acabadinho de fazer (de manhã claro) lá no layout...

domingo, 28 de outubro de 2012

Trabalhos deste fim-de-semana

Hoje dediquei-me mais um pouco ao layout.

Estive de volta da alimentação das cróximas, de forma a que esta parte da agulha tenha sempre tensão para que as locomotivas passem à vontade.


A agulha com o motor instalado. A cróxima é aquela parte ali no meio desta peça, em que os carris de cruzam.


Vista de baixo. A agulha tem por baixo um arame que faz a ligação à dita cróxima. Será aqui que será soldado um dos fios... 


O PECO PL-13. Este é o switch que irá ser colocado no motor, para fazer a inversão da polaridade da cróxima, cada vez que a agulha mudar de posição...


O PL-13 tem que ser colado. Usei uma cola de contacto. Serve na perfeição! ;)


Os fios que utilizei. Cores diferentes para poder identificar a que corresponde cada um.


Usei o preto para o comum. A ligação entre as duas bobines têm que ser feita.


Vermelho e verde para a mudança de posição.


Azul para fazer a ligação do PL13 à cróxima.


Amarelo e castanho para lá fazer a alimentação que vem da via.


O final do dia de hoje.

Pois é... é verdade... os comboios já funcionam. 

Abraços a todos.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Preparação de um projecto, By Helder Filipe

O Helder escreveu um artigo no seu site sobre modelismo ferroviário e a preparação de um projecto:Acho que todos deveríamos ler...
http://comboiosemminiatura.webnode.pt/maquete/projecto/
Força nisso.Abraços.

Primeiros cortes

Olá a todos.

Este layout seria para ser um circuito simples, mas a pedido da Sra. "Doutoura" cá de casa, tive que complicar um pouco.

Vou tentar construir o layout com algum roofmate para a estrutura principal, mas irei recorrer a técnicas antigas também e com as quais também gosto muito de trabalhar..


Os pesos em cima da primeira camada de roofmate.  A bagunça por baixo do layout continua em grande.

Usei duas grossuras de roof mate para dar altura à zona da frente, onde será a "confusão de agulhas" por duas razões: Ter espaço suficiente para colocar os motores das agulhas da PECO e depois como preciso de fazer um cruzamento de vias em dois níveis, é mais fácil se uma via descer e a outra subir. Quero também fazer uma superficie de água, então vai disto..



Aqui percebe-se o que pretendo dizer.


A rampa de acesso feita com o roofmate. Acertar esta rampa não é fácil.

Vamos ver como correr as coisas.

Abraços a todos.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

How-to.... Fazer vinhas em N.

Olá a todos.

Encontrei este excelente video sobre a construção de vinhas em Escala N. 'Bora experimentar?


domingo, 21 de outubro de 2012

Alterações

Olá a todos.

Grandes alterações no layout. O anterior desapareceu. Decidi colocar uma cama no quarto onde tenho os comboios, logo tive que mexer nas posições do mobiliário.

Seguem as fotos:

Um projecto com os mesmo módulos. Não quero gastar dinheiro em madeira, tenho que aproveitar o que tenho.


A estrutura da maqueta no sitio. Desculpem-me a bagunça que está por baixo. É algo normal, quando se está a construir uma maqueta.

Coloquei em cima desta estrutura a Unitrack da KATO só para ter um comboio a andar de vez em quando.

Agora é tempo de planear o que vai entrar nestes 140 x 70 cm.

Abraços. 

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Nada que uma pequena pesquisa...

Não resolva.

Resolvi pesquisar o nome deste modelista japonês. Encontrei o site dele: http://www.omorodesign.com/

Lá encontrei fotos desta maravilha que ele construiu... Deliciem-se...














Abraços a todos.