quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Shelf Layout

Olá a todos.

Agora que a Rei-Hou se foi, decidi tentar a minha sorte num projecto numa escala diferente.

Depois de tanto ler e de tanto resistir, virei-me para a Escala 00. Esta escala é oriunda do Reino Unido, e foi utilizada pela Tri-ang primeiramente, por razões técnicas, que no lado continental estavam já mais que resolvidas. Esta escala ficou tão enraizada, que hoje seria dificil mudar o mercado nas Terras de Sua Majestade para o H0 (1:87).

O que decidi tentar foi um Shunting Puzzle, baseado em planos como o Time Saver do John Allen. Li, reli e voltei a ler e ver exemplos do excelente directório Small Layout Scrapbook do Carl Arendt, e o ver também o site do Adrian Wymann onde são mostrados exemplos muito ilucidantes deste tipo de layout. Como modelista, o meu gosto evoluiu, e a simples oval para mim não chega... 

E então, eis que nasceu Graham (ou irá nascer), um shunting puzzle, de 120 x 35 cm, em 00.

O plano de vias está cru, mas deve andar em qualquer coisa como isto:




Uma das coisas que ainda estou a ponderar é a existência de uma estação de passageiros. Eu gostaria de a manter, para ter um auto-train (um nome pomposo para comboios push-pull) ou para um misto passageiros/mercadorias.

Uma coisa é certa... os trabalhos já começaram. A base foi feita em K-Line (cartão laminado com espuma) com 10mm de espessura. Aprendi isto com o Chris Nevard com a sua maravilhosa Catcott Burtle, onde é utilizada esta técnica.
Fiquei surpreendido com a rigidez do conjunto, e com a sua leveza. Foi fácil cortar e montar. 120 x 35 x 10 cm.

 A sua estrutura por baixo. Quero acrescentar mais apoios, mas sem saber onde vão cair as agulhas preferir não abusar...
Brincadeiras com vias. Vou usar PECO código 75. Sinceramente estava ansioso para usar esta via...

Outra visão da entrada. Ainda vu decidir se coloco cortiça por baixo ou não. É provável que venha a acontecer, mas ainda tenho que ter certeza do plano de vias.

E agora vamos ver se isto corre bem...

Abraços a todos.

1 comentário:

Carlos Filipe disse...

À primeira vista a via de turnaround parece-me curta. Porque não abres um 2ª ligação para a fiddle yard (já que estamos muito britânicos, usemos a sua expressão) e fazes o turnaround entre a parte com cenário e o fiddle yard. Ficava um turnaround mais longo para loco+1 ou vagões e ainda poupavas uma agulha.