quinta-feira, 3 de junho de 2010

Do outro lado do planeta

Por vezes gosto de explorar o que se faz por esse mundo fora. Em uma das minhas passeatas pela Net, descobri um tema muito interessante, e pelo qual cresce agora um fascínio.

A malta quando fala no Japão, mais propriamente na "comboiada", lembra-se só de estações super-movimentadas, onde para um Shinkansen de 15 em 15 minutos. Mas termos esses comboios a circular em condições, teríamos que ter maquetas com dimensões consideráveis. No entanto, os japoneses, com o muito pouco espaço de habitação que têm, muitas da vezes optam por reproduzir linhas mais pequenas, mais fáceis. Então, executam projectos que lhes leva pouco tempo, e que na maioria das vezes, o traçado é muito inteligente, com o espaço muito bem aproveitado mas muito simples e muito, mas muito bem organizado.

Hakone Tozan é uma linha de montanha que existe a norte de Tóquio. Paisagens lindíssimas, que nada ficam atrás dos Alpes Suíços. É uma linha que facilmente cabe em... 90 x 60 cm, escala N... Parece mentira. Andamos nós a fazer monstros de maquetas, pesados, que nunca mais têm fim, e vêm estes "caramelos" fazer muito melhor em menos espaço. Claro que não pomos um comboio-bala, nem mesmo uma Ce 6/8, mas eles têm pequenas automotoras eléctricas (que também existem em modelo) neste circuito.

Ora digam-me lá se estes circuitos não são lindos:


E ainda uma outra maqueta:

Tudo isto em 90 x 60 cm... É incrível... Eu pelo menos assim o acho!

Abraço!

Sem comentários: