domingo, 3 de junho de 2012

Fotodoc 1. O primeiro estudo.

Olá a todos.
Mais uma vez, o Carlos Filipe tem sido uma ajuda imprescindível na concretização deste projecto.

Apesar de serem módulos pequenos, a ideia é fazer qualquer coisa baseada no que existe na realidade, e como todos os leitores sabem, quero basear estes pequenos módulos no Japão.

Como são módulos pequenos e de via única, a ideia será fazer um cenário mais rural, longe das metrópoles japoneses, confusas e "caóticas" como Tokyo.

Desta forma, é necessário efectuar algumas pesquisas para que consiga justificar as circulações que irão aparecer, bem como o ambiente escolhido. Daí a criação deste "Fotodoc".

A pesquisa inicial, feita pelo Carlos, recaiu sobre Takayama. Esta cidade fica na Região de Gifu, no centro do Japão. Takyama é acessível através de comboio, (obvio, duh!!!), apanhando um Tokaido Shinkansen em Tokyo até Nagoya, e depois apanhando a ligação no Wide View Hida.
Aqui está um modelo interessante, que poderá circular no meu layout.
O real



 O modelo da KATO, em escala N (1:150)


Takayama era também servida por comboios regionais expresso da JR-WEST, como por exemplo o KIHA 58.

O real


O modelo da TOMIX.


Existem outras automotoras a circular nesta linha, como por exemplo a KIHA 120, que circula entre Toyama e Inotani.

O real



O modelo da TOMIX.


Segundo a Wikipédia, não existe tráfego de mercadorias nesta linha desde a década de 1990, mas vou tirar a licença de modelista e acrescentar este tipo de tráfego, usado a minha EH500.

O real



O modelo da TOMIX.


Resta-me depois basear-me em uma das estações onde haja via dupla para cruzamentos.


Stay Tuned.

Abraços.


PS - É só comigo, ou também com vocês acontecem coisas bizarras na edição de um artigo no Blogger???

2 comentários:

Ricardo Moreira disse...

As bizarrias na ferramenta de edição do blogger é democrática e universal! :D

Uma pergunta: na legenda do modelo da Kato indicas "escala N (1:150)". Foi erro de digitação ou no Japão a escala N é mais pequena?

Luís Daniel Lopes disse...

Boas Ricardo.

A escala no Japão é mesmo 1:150. Eles não usam a bitola de 1435mm, é mais estreita. A proporção que eles acharam ideal, mantendo a bitola de 9mm, é mesmo 1:150!

Grande abraço!